Um outro Método de cozinhar com muita cor, muito sabor e sempre sem carne e sem peixe.

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Alternativas sem carne e sem peixe com Jamie Oliver

Admiro muito o trabalho deste grande senhor, Jamie Oliver, que decidiu ensinar os Estados Unidos a comer melhor e colocou em prática um programa alimentar com alternativas saborosas e cheias de energia em todas as escolas do Reino Unido.

Dentro de todas as alternativas que ele apresenta nota-se um cuidado especial e uma atenção dedicada a vegetais e legumes e sempre sem prescindir do sabor em todo o seu potencial…mesmo como nós gostamos. Embore ele utilize o termo v$g&7@ri§n0, com o qual não me identifico, a verdade é que por trás do rótulo, a comida é tão deliciosa como aquela que preparamos na Nossas Escolas do Método DeROSE.

Deliciem-se aqui!

Como partir um ovo

Aprenda com José Avillez como partir um ovo, clicando aqui.



sábado, 31 de janeiro de 2015

Aprenda a saborear as coisas simples da vida

Às vezes complicamos aquilo que é simples! Aprenda a apreciar as coisas boas da vida, as mais simples, aquilo que a natureza já nos dá! Quando o corpo pede repouso e o tempo é pouco, gosto de comidas crocantes, como estes espargos!
Basta retirar a parte fibrosa do caule, como se fosse descascado e em seguida saltear com algo e sal! Regue com azeite picante e vinagre e acompanha com spaghetti de açafrão! Delicie-se!

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Um churrasco sem carnes

Em tom de provocação um querido amigo lançou-me o desafio! 
Para quem nunca participou de um churrasco com gente que não come carne, não sabe o que tem andado a perder. Diferentes texturas e formatos, com muita cor e muito sabor, um deleite para todos os sentidos! Nem se vai lembrar de que houve um tempo em que churrasco tinha que ter invariavelmente carnes.
Pessoalmente em dias de eventos especiais, gosto de pensar no Menu, de acordo com as cores. Como somos a grande maioria de nós visuais, ter um prato com uma boa palete é meio caminho andado para os demais sentidos se aguçarem e a experiência ser ainda melhor.
Partindo daí, usualmente escolho criteriosamente a forma como cortarei os legumes. Se for um grelhador, daqueles que deixa marca nos legumes, corto-os tendo isso em conta. Tomates e batatas em papelote (ou alumínio) também funcionam bem, sobretudo se os rechear ou colocar coberturas.
Tire partido de especiarias, molhos e acima de tudo escolha muito bem a companhia que é o mais importa para um verdadeiro e bom churrasco.




quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Best sushi ever @ Dixo's Kitchen

WOntem foi o lançamento do Dixo's Kitchen, antigo Jesse, mesmo ao lado do Mercado Ferreira Borges.
Com um novo Sushiman, Pedro Moreno, antigo Terra, uma ementa renovada e o cuidado de sempre, a experiência superou todas as expectativas.
De entrada deliciem-se com yakitori (espetadinhas) e gyosas (raviolis). De prato principal deixei o Sushiman dar largas à criatividade e pedi um freestyle premium sem peixe!
O melhor sushi que comi até hoje!

domingo, 25 de janeiro de 2015

Focaccias @Reitoria

O Reitoria fica bem no centro do Porto, próximo da mítica praça dos Leões! As focaccias são bastante fofas, embora por vezes sinta que poderiam ter um pouco menos de gordura!
Embora o restaurante tenha afixado que abrem todos os dias as 12h, a verdade é que hoje, domingo só abriram às 13h!
A esplanada é excelente para aproveitar dias com sol de Inverno! Recomendo a focaccia grega ou a vegetariana! A limonada é deliciosa e as batatas pecam por mais uma vez exagerarem na gordura ��
Outra coisa interessante deste restaurante é que sempre que lá vou é com excelente companhia �� 
A repetir sem dúvida!

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Uma ida ao supermercado


A Pedido de uma aluna muito querida cá segue uma ida ao supermercado.
O início de uma alimentação rica e variada começa com uma escolha consciente na altura de comprar aquilo que iremos cozinhar. Hoje em dia temos muitas opções. Existem supermercados de produtos biológicos. Se possível prefira estes, que não contêm agro-tóxicos. Os mercados locais também têm uma boa variedade de produtos frescos, incluindo vegetais e frutas, fornecidos por pequenos lavradores. Se conseguir ter alguns produtos no jardim de casa ou em alguns vasos tanto melhor, dado que os limentos mantêm mais energia se forem consumidos imediatamente após a colheita.
Ao fazer as compras planeie a semana, antecipando necessidades a curto prazo. Não o faça porém para todo o mês pois irá perder a frescura e concomitantemente a energia de alguns alimentos.
Não vá ao supermercado com fome ou pressa. Se tiver pouca experiência planeie em casa algumas refeições e faça uma lista das refeições que planeia ter e das necessidades que terá de suprir.
Começando pela secção das frutas e dos vegetais: prefira produtos nacionais, menos expostos a longas permanências em armazéns ou acondicionados em transporte durante longos períodos. Escolha também cereais e leguminosas. As opções de leguminosas sem ser enlatadas, não contém tanto sal, tenha isso presente. Deixe os ovos e lácteos para o final e evite congelados, processados, enlatados ou frascos.
Escolha opções que lhe sejam sedutoras, seja pelas cores, pelo cheiro ou outro sentido. Lembre-se de escolher variedades para comer crus, mas também cozinhados. Tenha presente todas as alternativas: sopas, estufados, caril, pizzas, salteados, puré, tartes, quiches, rissóis, assados ou reduções. Seja criativo e inventivo. Não abra mão do paladar e explore as ervas aromáticas, as especiarias e a cozinha do mundo.